WHITE LION

WHITE LION

A banda foi formada no bairro pesado do Brooklyn, em Nova York, em 1983. O seu line-up inicial contava com Mike Tramp (lead vocals), que era um Dinamarquês americanizado, Vito Bratta (guitar), Dave Capozzi (drums) e Felix Robinson (bass). Felix era o mais experiente, já que vinha do Angel, banda por onde passou também o tecladista Greg Giuffria .

A Elektra records nesta época estava contratando bandas de hard aos montes. Além do seu cast já contar com Motley Crue e Dokken, eles queriam mais.

“Fight to Survive” foi lançado e a Elektra, que esperava no mínimo um disco de ouro, ficou a ver navios. A gravadora se arrependeu do investimento e abandonou a banda. Os integrantes começaram a procurar razões para o insucesso do disco e começaram a se desentender. O ponto cuminante da história foi a saída de Dave Capozzi e Felix Robinson.

Por uma sorte do destino, a RCA abriu as portas para a banda e resolveu distribuir seu álbum. O disco foi lançado no Japão e teve uma excelente repercussão.

À esta altura a banda já tinha James LoMenzo e Gregg D'Angelo como novos integrantes. Enquanto a mídia comparava os integrantes a outros artistas já conceituados, a Atlantic se oferecia para fazer o novo álbum deles.

Em 1987, “Pride” foi editado e trouxe novas perspectivas para a banda. Repara-se que neste álbum assumiram uma nova identidade, um estilo mais próprio. O álbum entrou na Billboard e alcançou a 11ª colocação. Parecia um sonho para os integrantes do White Lion que num dia estavam na rua da amargura e agora próximos do Céu. “Wait” e “When The Children Cry” se tornaram sucessos nos Estados Unidos.

A banda lançou mais dois álbuns, “Big Game” (89) e “Mane Attraction” (91).

Com o passar do tempo iam tentando adaptar seu som às novas tendências que surgiam e foi aí que os problemas começaram a aparecer de novo. Os “substitutos” alegaram não estarem gostando do estilo que a banda estava se propondo á fazer, e abandonaram o barco, sendo substituídos por Jimmy degrasso (Ex-Y&T) e Tommy Caradonna (baixista de Alice Cooper). Esta formação nem teve tempo para mostrar alguma coisa, já que Mike Tramp achou melhor investir em outro projeto, o Freak of Nature.

Ainda em 92 foi lançado uma coletânea que continha os hits e as melhores canções da curta carreira da banda.


Crédito:http://whiplash.net