VICTOR & LEO

VICTOR & LEO

Esses bonitões são galãs de Uberlândia. A maior dupla do país. 3,78 de altura somando altura desses divos.Victor & Leo é uma dupla mineira, formada pelos irmãos Victor (Vitor Chaves Zapalá Pimentel, nascido em 15 de abril de 1975, violão/vocal) e Leo (Leonardo Chaves Zapalá Sbrana Pimentel, nascido em 4 de outubro de 1976, vocal) ambos nascidos em Ponte Nova e criados em Abre Campo, região da Zona da Mata de Minas Gerais. Victor é solteiro e sem filhos. Leo é casado há mais de 5 anos com a nutricionista Tatianna Sbrana e tem dois filhos: Matheus e Antônio. O mais novo, Antônio, nasceu em 18 de dezembro de 2010, em Uberlândia. Moram na Fazenda Hortense, Uberlândia, há mais de 3 anos, onde Leo montou um estúdio para ensaios das canções.

Victor & Leo são uma dupla de produtores, cantores, compositores, arranjadores e músicos, cujo estilo mescla folk, pop, romantismo e sertanejo de raiz.

Em Abre Campo - MG, ainda crianças, ouviam canções do regional sertanejo na radiola do avô, Tonico Chaves, tendo sido seu primeiro contato com a música, principalmente nas vozes de Sérgio Reis, Renato Teixeira, Almir Sater. Aos 12 anos, Victor vai a sua primeira aula de violão, e aos 18, compõe sua primeira canção, Flor do Campo.

Na adolescência, outras influências nacionais e internacionais surgiriam enquanto ouviam James Taylor, Neil Young, Alceu Valença, Zé Ramalho, Eric Clapton, Dire Straits, entre outros.

Iniciaram a carreira em 1992, na cidade de Abre Campo, Minas Gerais, Brasil.

Em 1994 mudaram-se para Belo Horizonte - MG, onde permaneceram cantando na noite por sete anos. Neste período, estudaram canto por cinco anos.

Em 2001, mudaram-se para São Paulo, onde cantaram na noite por mais seis anos e meio.

Em meados de 2006, surgia de pessoa a pessoa, sem gravadora, um grande reconhecimento nacional.

São 8 CD’s, 2 DVD’s ao vivo e 1 Blu-ray, além de um DVD documentário em espanhol e DVD A História, lançado em dezembro de 2010.

O primeiro CD foi lançado em 2002, pela extinta gravadora Number One Music.

Em 2003, saíram da gravadora e, de forma independente, gravaram o segundo CD, chamado Vida Boa.

Em 2005, também de forma independente e em São Paulo-SP, gravaram o terceiro CD, ao vivo, produzido e arranjado pela própria dupla, chamado Ao Vivo. Este CD, sem gravadora, espalhou-se pelo Brasil a partir de 2006, quando foi lançado. Estima-se terem sido pirateadas mais de 2 milhões de cópias entre 2006 e 2007.

Em junho de 2007, já conhecidos em grande parte do país, Victor & Leo foram contratados pela Sony BMG, que passou a distribuir originalmente o CD Ao Vivo, relançando-o e apenas modificando a capa. Relativo a este CD, mesmo depois de tão pirateado, em dois meses de lançamento rendeu à dupla seu primeiro disco de ouro.

Também em junho de 2007, já contratados pela Sony BMG, gravam o primeiro DVD e advindo deste, o quarto CD, intitulados Ao Vivo em Uberlândia. (A gravação se deu em Uberlândia-MG, principalmente por uma questão geográfica, ficando a cidade no centro do país, entre os primeiros estados onde o CD Ao Vivo havia se popularizado. A dupla apaixonou-se pela cidade e hospitalidade de seus habitantes e resolveu sair de São Paulo-SP, para morar definitivamente em Uberlândia).

Com o trabalho reconhecido em todas as regiões do Brasil, entre culturas e públicos diferentes, o estilo da dupla foi visto como universal e por isto, no início de 2008, foram convidados pela Sony Music a gravar um disco em espanhol, o quinto da carreira. São canções e arranjos da dupla em versão espanhola, em que contaram com a participação do produtor mexicano Aureo Baqueiro e com o artista e compositor Leonel Garcia.

Em meados de 2008, após as gravações do CD espanhol, iniciaram-se as gravações do CD Borboletas, o sexto da carreira. Totalmente autoral, o CD possui 12 canções assinadas por Victor, sendo três em parceria com Leo, além de assinarem todos os arranjos. Das 12 músicas, apenas uma já tinha sido anteriormente gravada pela dupla: Tanta Solidão. A dupla também assina a produção do trabalho e a divide com o baixista Ivan Corrêa.

Em 23 e 24 de setembro de 2009, depois do sucesso do CD Borboletas, Victor & Leo gravam em São Paulo seu segundo DVD, e advindo dele, o sétimo CD, chamados Ao Vivo e em Cores. Em retribuição aos anos em que a capital os acolheu em tempos de casa noturna, uma mega estrutura foi armada para um show de performance musical, por duas noites, no ginásio do Ibirapuera. Pela primeira vez, um artista grava um DVD no local, que superlotou nas duas noites, tendo mais de 23 mil espectadores. Este produto teve venda inicial de 150 mil cópias (Disco de PLATINA).

Em março de 2010, participam do projeto Emoções Sertanejas, interpretando Jesus Cristo, canção de Roberto Carlos de 1970.

No mesmo ano, participam do projeto Só Para Baixinhos 10, da apresentadora Xuxa, com a música A Canção do Elefante (Part. Victor & Leo). Este projeto traz também a participação da cantora Maria Gadú na canção Leãozinho (Part. Maria Gadú) (anteriormente gravada por Caetano Veloso. Outro detalhe no projeto é a participação do filho de Leo junto com o pai e o tio na mesma canção.

Em outubro de 2010, é lançado o novo CD Boa Sorte Pra Você, que também é o nome da primeira faixa de trabalho. O novo CD tem arranjos de Victor & Leo e produção de Guto Graça Mello. Contém 11 faixas, sendo 8 músicas de autoria de Victor Chaves, 2 regravações e uma faixa bônus.