TEDDY PENDERGRASS

TEDDY PENDERGRASS

Nascido na Filadélfia, sua carreira começou como baterista de uma banda chamada "O Cadillacs" que depois se tornara "Harold Melvin & Blue Notes". Seguidamente vindo a lançar um album, assinando contrato com a Philadelphia International Records em 1972 tendo no mesmo vários Hits, que vendeu 2 milhoes de cópias logo no primeiro disco.


Depois de divergências Teddy resolve iniciar carreira solo, cantando hit singles como "The More I Get a More I Want", "Close the Door" (regravada pelo Boyz II Men em 2004), "I Love You No Anymore", "Turn Off The Lights", e mais.Pendergrass foi o primeiro cantor Afro-Americano a vender cinco álbuns de platina em uma linha seguida.


Seu primeiro álbum solo foi auto-intitulado Teddy Pendergrass (1977), seguido de vida é uma canção Worth Singing, (1978) Live de costa a costa e Teddy (1979), 1980 e no final do TP Philadelphia International Records álbum It's Time For Love (1981 ). Em agosto de 82 gravou "This One's For You".

Em 18 de março de 1982, em Germantown secção de Filadélfia em Lincoln Drive, Pendergrass foi envolvido em um acidente automobilístico, quando os freios falharam em seu Rolls-Royce e ele atingiu uma árvore, deixando-o paralisado a partir da cintura para baixo com uma lesão medular . No carro com ele foi Tenika Watson, 31 uma drag queen rap com uma folha antecedente de prostituição. Eles foram capturados no automóvel a 45 minutos após o acidente 1:30 AM. A polícia alegou que não há indícios de drogas ou álcool. Ele foi levado para um centro em Thomas Jefferson Hospital Universitário para tratamento. Ms. Watson foi libertado após o tratamento em um hospital enquanto Pendergrass passou seis meses em recuperação.
Após concluir a fisioterapia, ele retornou ao estúdio para gravar o álbum Love Language, caracterizando em 1984 a balada "Hold Me", um dueto com a então desconhecida -Whitney Houston. Ele também retornou ao público para uma performance em 13 de julho de 1985, no histórico Live Aid concerto em Filadélfia. Pendergrass, publicou uma biografia com Patricia Romanowski, intitulada "Verdadeiramente Abençoado".

Faleceu, vitimado por câncer, em 13 de Janeiro de 2010.