SKEETER DAVIS

SKEETER DAVIS

Skeeter Davis (Mary Frances Penick) nasceu em 30 de Dezembro de 1931 na pequena cidade (Dry Ridge, Kentucky, Estados Unidos. A carreira de Skeeter Davis começa no final da década de 1940, quando ainda na adolescência entrou para o grupo The Sisters Davis e, em 1951, assinou contrato com a RCA Records Label. Foi uma das primeiras a alcançar o auge da Country Music naquela época, tanto que acabou sendo a primeira cantora da Country Music indicada ao Grammy com a canção "Homebreaker".

Em 1963 Skeeter Davis emplacou aquele que ficou conhecido como o maior sucesso de sua carreira. A música "The end of the World", que inclusive, fez parte da trilha sonora do filme "Garota, Interrompida", de 1999. Estourou nas paradas, inclusive na especializada em Blues. Tornou-se a primeira cantora branca a emplacar uma canção neste segmento dominando pelas interpretes negras. Vendeu mais de 1 milhão de cópias e ganhou seu primeiro disco de ouro.

Skeeter Davis, além de grande vocalista, escreveu mais de 70 composições. Até 1973 saboreou o gosto doce do sucesso. Depois enfrentou grande polêmica, auge do governo Nixon, quando dedicou uma canção Gospel para um evangelista preso pela polícia de Nashville. Ficou 15 meses afastada do mercado da música e boicotada por diversas casas de espetáculos. Nesse período viajou para África numa campanha de evangelização.

Até o ano 2000, Skeeter Davis continuou fazendo shows. Aproveitou, nas décadas de 1980 e 1990, para fazer remake de seus maiores sucessos. Morreu de câncer em setembro de 2004 aos 72 anos.