SIN BANDERA

SIN BANDERA

Sin Bandera foi uma banda de rock e pop latino baseada no México, que consistiu pela dupla de cantores o mexicano Leonel García, e o argentino Noel Schajris. Eles se tornaram um dos artistas mais populares depois de seu primeiro álbum, "Sin Bandera" que foi lançado em 2001.

História

Sin Bandera foi formada espontaneamente pelo mexicano Leonel García, ele tinha a idéia de cantar sozinho, sempre mostrou destreza com a guitarra e com a voz, mas seu projeto ficou parado nas lojas de discos. Ao mesmo tempo, o argentino Noel Schajris estreiou em 1999 como cantor com seu primeiro disco chamado Cita en las nubes.

Sendo ambos músicos, compositores e cantores, no ano de 2000 descobriram a fórmula ideal para unir seus talentos e personalidades.

Houve química imediata, os dois queriam cantar, mas Noel preferia o piano, e Leonel a guitarra, em nenhum momento houve choque de interesses, somente uma integração de gostos musicais.

No ano de 2001 a banda lançou seu primeiro disco chamado Sin Bandera. Seu primeiro êxito foi a música Entra en mi vida.

Para 2002 foram nomeados a dois prêmios Grammy Latino, por Melhor Revelação e Melho Álbum por dueto ou Grupo vocal, ganhando este último. Com o álbum de estréia superaram a marca de um milhão de cópias vendidas, e foi disco de platina no México, disco de ouro na Costa Rica e Argentina, reciberam vários prêmios Oye!, Lo Nuestro como Melhor Álbum Pop e um MTV Latino como Melhor Artista.

Despois de alguns meses, em 2003 grabaram Amor real, música da qual serviría também como tema musical da telenovela de mesmo nome. Além disso, o grupo foi responsável pela abertura do concerto de Alejandro Sanz nos Estados Unidos, e logo depois faria isso na Espanha.[1]

O segundo disco se chamou De viaje, onde incluiram um tema Puede ser que cantam com o grupo Presuntos Implicados da Espanha. Também aparecem as músicas Que lloro e Mientes tan bien.

Seu terceiro e quarto discos foram um só projeto: Mañana e Pasado foram gravados ao mesmo tempo, e com a mesma idéia. O último é um álbum de covers (obras de outros autores). Que contém temas de Franco de Vita, Ricardo Montaner, Luis Miguel, Alejandro Sanz, Miguel Bosé, Aleks Syntek, John Paul Young, Emmanuel e até uma versão em espanhol de Serenata rap, de Jovanotti.

No dia 25 de junho de 2007 a banda anunciou sua disolução, Leonel García desmentiu que a causa deste fato fora por causa de brigas.[2]

Ao final de 2007 lançaram Hasta ahora, que é uma recopilação dos temas que os levaram ao topo de suas carreiras, como Te vi venir e Mientes tan bien. Também incluiram um novo single chamado Pero no.

Em fevereiro dde 2008 iniciaram sua turnê de despedida por diversos países da América Latina. Estiveram no Equador, Republica Dominicana, Argentina, Chile, Paraguai, Venezuela, Uruguai, Colômbia, Bolivia, Costa Rica, Guatemala, El Salvador, México, Puerto Rico e Estados Unidos.