RONAN KEATING

RONAN KEATING

Ronan Keating (Dublin - 3 de Março de 1977) é um cantor irlandês, ex membro do grupo Boyzone. Já vendeu mais de 22 milhões de discos por todo o mundo. O seu Look sensual de adolescente, estampado em inúmeros posters e capas de revistas para adolescentes, é a prova da adoração deste ex-líder da famosa boys band irlandesa Boyzone, enquanto verdadeira estrela, por parte de milhões de fãs (na sua maioria, mulheres) um pouco por todo o mundo. A estreia dos Boyzone (que contava ainda com Mikey Graham, Stephen Gately, Shane Lynch e Keith Duffy) dá-se em 1993, e, a partir daí, estabelecem-se como uma das mais populares bandas pop dos anos 90.

Antes de ser conhecido em todo o mundo, Ronan Keating, (nascido a 3 de Março de 1977) era um rapaz normal da classe média, oriundo de Dublin, que começa a trabalhar, desde muito cedo, numa sapataria. A sua vida altera-se completamente quando lê um anúncio de jornal que pedia rapazes para formar uma boys band irlandesa, que fizesse frente aos célebres Take That. Nas audições, Ronan, de apenas 14 anos, destaca-se de entre 300 candidatos, ao cantar uma versão de "Father & Son", de Cat Stevens. A partir daí, o seu destino está traçado.

Os Boyzone editam quatro álbuns, que atingem, todos eles, o número um das tabelas dos Reino Unido. E ainda, 16 singles, todos com entrada no top 3. O seu talento é reconhecido também nos EUA, graças à sua participação vocal no teledisco dos U2, "The Sweetest Thing".
Após seis anos a fazer parte de uma das mais célebres e bem sucedidas bandas pop do Reino Unido, Keating resolve, então, enveredar por uma carreira a solo. Começa por agenciar outra boys band, os Westlife. Casa-se, em seguida, com a modelo irlandesa Yvonne Connelly, em Abril de 1998 e, no ano seguinte, nasce o seu filho Jack. Nesta altura, Ronan, já não consegue evitar os holofotes dos média, mas a verdade é que musicalmente ainda não tinha concretizado as suas intenções.

E é só no princípio de 2000, que finalmente edita o seu primeiro trabalho a solo, que conta com a colaboração de nomes como Bryan Adams e Barry Gibb (dos Bee Gees). "Ronan" põe-no no mapa, enquanto cantor e compositor (como o seu ar simultaneamente sensual e de criança) com asas para voar sozinho, promovendo-o ao estatuto dos seus pares, Robbie Williams e Gary Barlow (ambos ex- Take That, também com carreiras a solo bem sucedidas). Entre os singles extraídos deste álbum, destacam-se 'Life Is a Rollercoaster', 'The Way You Make Me Feel' e 'When You Say Nothing at All' - este último incluído na banda-sonora do filme "Notting Hill".

Em 2002, o músico deu nova prova de fogo do seu valor a solo, ao editar "Destination", álbum onde foi incluído o single 'If Tomorrow Never Comes', uma versão de Keating para o original de Garth Brooks.
No ano seguinte, o cantor edita "Turn It On", gravado em Londres e Los Angeles. O terceiro álbum de originais de Keating inclui temas como 'This Is Your song', dedicado à sua mãe que morreu com cancro na mama, 'Last Thing On My Mind', que canta em dueto com LeAnn Rimes, ou uma versão de 'Let Her Down Easy', de Terence Trent D'Arby.

Em 2004, já depois de ter comprado uma casa na Quinta do Lago, no Algarve, Ronan Keating actuou pela primeira vez em Portugal, num concerto que assinalou a abertura do Freeport de Lisboa, a 11 de Setembro.
No final do mesmo ano, Ronan Keating lança a sua primeira colectânea de sucessos, intitulada "10 Years Of Hits", com onze dos seus sucessos a solo, novas versões de temas dos Boyzone e ainda dois temas novos: o single de apresentação 'I Hope you Dance' e 'Somebody Else'

Discografia:
2000 - Ronan
2002 - Destination
2003 - Turn it On
2004 - 10 Years of Hits
2006 - Bring You Home
2009 - Songs For My Mother
2009 - Winter Songs
2010 - Duet
2011 - When Ronan Met Burt
2012 - Fire