NIGHT RANGER

NIGHT RANGER

O Night Ranger apareceu em meio ao hard rock oitentista. mas logo conquistou o respeito de um ícone, e em 1982 já estavam entre os 40 álbuns mais tocados. Para se ter uma idéia, o line up do Night Ranger contava com grandes músicos setentistas, como Jack Blades, Jeff Watson, Brad Gillis (ex-Ozzy Osbourne), Alan Fitzgerald e Kelly Keagy. Era um time para ninguém botar defeito.
A banda lançou seu primeiro disco em 82. “Dawn Patrol” impressionou pelos seus arranjos impecáveis e as belas composições. “Sing me Away” é um exemplo disto.
Pela estréia da banda, o futuro parecia promissor. Fizeram sua primeira tour com o Kiss.
No segundo álbum eles mostraram suas armas. “Midnight Madness” é um dos discos mais aclamados do hard oitentista, graças a “Rock in America”, “When you close your eyes” e o mega hit “Sister Christian” em que brilham os vocais do baterista Kelly Keagi. A banda entrou em turnê e ficou por um ano e meio apenas fazendo shows.
“7 Whishes” saiu em 85 e teve um sucesso estrondoso, também. Emplacou “Sentimental Street” e deu o segundo álbum de platina à banda.
Seguiram-se mais dois discos: “Big Life”, onde a faixa “The Secret of my Sucess” embalou a banda (por ter sido incluída em filme do mesmo nome) e “Man in Motion”. Este foi o último disco pela MCA, fechando o contrato. Por coincidência foi o álbum menos aclamado da banda.
Em 89 a banda se separou e cada um seguiu seu caminho. Jack Blades se juntou a Ted Nugent e Tommy Shawn (Styx) e fizeram o Damn Yankees. Brad Gillis começou a fazer álbuns solos que contaram até com participações de Greg Allman e Carmine Appice. Alan Gerald chegou a trabalhar com o Van Halen e o Aerosmith. Jeff Watson se envolveu em vários projetos. Seu último foi o Mother’s Army junto de Joe Lynn Turner, Bob Daisley e Carmine Appice. Já Kelly Keagi partiu para uma obscura carreira solo.
Como tudo que é bom deve permanecer ou voltar, em 96 aconteceu o esperado retorno. Os cinco integrantes se reuniram e decidiram colocar o Night Ranger mais uma vez na ativa. Fazendo shows pelo Japão, a banda se mostrava em forma. Eles lançaram o álbum “Neverland” que mostrou que a banda continua afiada e pronta para detonar não só a América, mas todo o mundo.

Jack Blades - Vocalista e Baixista

Brad Gillis - Guitarrista

Jeff Watson - Guitarrista

Alan Fitzgerald - Tecladista

Kelly Keagy - Baterista