NATALIE MERCHANT

NATALIE MERCHANT

No começo dos anos 80, o grupo 10,000 Maniacs iniciou uma carreira que o consagraria como um autêntico fenômeno da música pop americana. A partir de seu álbum de estréia, Human Conflict Number Five, lançado por via independente, em 1982, a banda estabeleceu uma série de discos antológicos como In My Tribe, Blind Man's Zoo e Our Time In Eden.

Quando estava no auge da fama, um fato veio a mudar radicalmente os rumos do grupo: a vocalista Natalie Merchant decide sair, em 1993. Foi sem dúvida uma perda e tanto, pois a cantora era a marca registrada e o centro das atenções da banda. Muitos fãs chegaram a pensar que o 10,000 Maniacs encerraria as atividades, mas a entrada de Mary Ramsey nos vocais mostrou que o grupo tinha plenas condições de seguir adiante.


Natalie, por sua vez, decidiu seguir a carreira solo, lançando o álbum Tigerlily, em 1995, que foi um grande sucesso de público e conquistou o disco de platina, vendendo nada menos que 2 milhões de cópias, contando com os hits "Wonder" e "Carnival".

O mesmo sucesso de Tigerlily promete acompanhar o mais recente trabalho da vocalista, Ophelia. Desta vez, Natalie investiu no álbum conceitual, ou seja, todas as canções partem de uma mesma idéia ou conceito. No caso, o tema escolhido aborda o universo feminino, seus anseios, dúvidas, tristezas e esperanças. Ophelia não é uma única mulher, mas a somatória de várias personagens que fazem parte do cotidiano. No encarte é possível encontrar imagens em que Natalie desempenha as várias faces de Ophelia: prostituta, freira, professora, esportista, artista de circo, etc.

As músicas do disco são bastante sentimentais, intimistas e até certo ponto melancólicas. A multiplicidade de personagens femininos presentes em Ophelia surge a partir da faixa-título, que abre o CD, trazendo a presença de vozes de diversas mulheres se expressando em vários idiomas, como o alemão, espanhol, francês, russo e italiano. Também vale a pena ouvir com atenção as belas baladas "Life Is Sweet" e "My Skin", que trazem ótimas performances de Natalie. Para quem curte o som do 10,000 Maniacs, as canções "Kind & Generous" e "Break Your Heart" chegam a lembrar bastante a sonoridade da banda.

O disco conta ainda com algumas participações especiais, como o guitarrista Daniel Lanois, mais conhecido como produtor de alguns trabalhos do U2, que é responsável pela construção de climas interessantes na faixa "Thick As Thieves", e a cantora Karen Paris, que faz uma participação especial nos vocais da folk "When They Ring The Golden Bells".

Para divulgar o CD, Natalie não poderia ter escolhido melhor oportunidade: o festival Lilith Fair, que conta apenas com a presença de mulheres, em especial Sarah McLachlan, Liz Phair e Paula Cole.

Ophelia representa as mulheres que buscam e encontram seu espaço na sociedade, lutando contra os preconceitos. Para Natalie Merchant, o CD significa a descoberta de novas formas de expressão.