KT TUNSTALL

KT TUNSTALL

Kate "KT" Tunstall (n. 23 de Junho de 1975) é uma cantora e compositora escocesa de St Andrews.

Tunstall nasceu em Edimburgo, e foi adotada logo que nasceu. Seu pai é físico, e sua mãe é professora. Tunstall também tem um irmão mais velho chamado Jo e um irmão mais novo chamado Daniel, que tem problemas de audição; a família Tunstall criou seus filhos em uma casa sem televisão ou rádio, pois os aparelhos interferiam no aparelho auditivo de Daniel.

Quando tinha 20 anos, Tunstall conheceu sua mãe biológica, que contou a ela que seu pai natural era um músico folk.

Tunstall está casada com o baterista Luke Bullen (The Mescaleros, John Squire). Ela tem intenções de morar em Edimburgo com Bullen.

Ela tem ascendência chinesa e irlandesa.

Tunstall estudou na Escola de Dundee; Madras College em St Andrews; Kent School, Connecticut; e em Royal Holloway. Depois dos 20 anos ela tocava mais em bandas independentes incluindo Elia Drew e Tomoko, e enfatizava seu trabalho em compor. Seu album de estréia, Eye to the Telescope, foi lançado no fim de 2004. O estilo de música de Tunstall varia do folk ao pop.

A primeira apresentação importante de Tunstall foi um show solo de "Black Horse and the Cherry Tree" em Later with Jools Holland. O show foi notável porque ela teve somente 24 horas para se preparar depois que o cantor que estava programado cancelou o show, devido a problemas de saúde de seu pai. Sua performance atraiu a atenção de muitos espectadores, ofuscando artistas mais populares como The Cure, Embrace, e The Futureheads, e ela então ascendeu ao topo da enquete pós-show no site do programa.

Pouco depois desse show, Eye to the Telescope foi relançado, e atingiu as paradas de sucesso do Reino Unido, eventualmente chegando às 3 primeiras posições (quando entrou para a lista estava em 27º lugar); foi nomeada para o Mercury Music Prize de 2005. O álbum foi lançado nos Estados Unidos em 7 de Fevereiro de 2006.

Tunstall lançou um album acústico em Maio de 2006, KT Tunstall's Acoustic Extravaganza, que só está disponível em CD pelo seu site, embora versões para download estejam disponíveis em lojas online.

Tunstall é conhecida por seus shows ao vivo em que ela se torna uma banda de uma única mulher. Ela tem planos de fazer turnê depois do lançamento de seu próximo álbum, que deverá ser gravado no fim de 2006.

Desde sua apresentação em Later with Jools Holland, ela voltou ao programa para apresentar "Suddenly I See", "Under the Weather", "Tangled up in Blue" (ela apresentou a mesma música, além de "Simple Twist of Fate" e "This Wheel's on Fire" num tributo a Bob Dylan na BBC 4 e uma música de Ella Fitzgerald, ("Ain't Misbehavin'" por Fats Waller) com Jools Holland no piano.

Ela terminou 2005 no Reveilón apresentando-se num show em Edinburgo ao lado da banda Texas.

Em seus shows, Tunstall usa um AKAI E2 headrush loop pedal no palco, que ela afetuosamente chama de "Wee Bastard".

Tunstall também aparece em Sophie Solomon, música "Lazarus", no album Poison Sweet Madeira, e fez vocais para 3 faixas, "Ladino Song", "Refugee", e "Yesterday's Mistake", no album Oi Va Voi Laughter Through Tears (2003). Ela também apresentou "Get Ur Freak On" by Missy Elliott e "High and Dry" by Radiohead at Live Lounge. O 7º single de Tunstall, "Another Place to Fall", tem um cover da música "Fake Plastic Trees" do Radiohead.

No início de sua carreira de compositora, Tunstall também escreveu e apresentou músicas para programas infantis de televisão.

Quando perguntada sobre seu apelido ("KT") por Ken Bruce na Radio BBC 2 numa entrevista, ela disse que é apenas uma abreviação das iniciais de seu nome, Kate Tunstall. Quando era estudante no Royal Holloway, University of London ela apresentou-se com um violão acústico num bar de estudantes com o nome "Katie". Ela era também conhecida como a "Princesa Street Busker", e foi a principal atração da "Edinburgh's Hogmanay Celebration".

Em 2010, por volta de Setembro, a cantora lançou Tiger Suit (nome inspirado em um sonho da cantora), seu terceiro álbum de estúdio, contendo 11 faixas inéditas, tendo três como singles: "(Still A) Weirdo", "Fade Like A Shadow", "Come On, Get In".