HAMMERFALL

HAMMERFALL

A banda sueca de heavy/power metal HammerFall é proveniente de Gothemburgo. Iniciada em 1993, três anos após gravar duas de suas músicas ao vivo num vídeo mostrando sua performance, enviadas para Toel Van Reijmersdal do selo holandês Vic Records, foi oferecido à banda um contrato.

O verão e outono de 1996 foram gastos escrevendo, ensaiando e confecionando o álbum de estréia que logo sairia, entitulado "Glory to the Brave". As canções gravadas durante dezesseis dias de novembro foram: "The Metal Age", "Unchained", "HammerFall", "Child of the Damned", "Steel Meets Steel", "The Dragon Lies Bleeding", "I Believe", "Stone Cold" e "Glory to the Brave". Todas as faixas são originárias do HammerFall, exceto "Child of the Damned", que é um tributo à banda Warlord.

As letras, de autoria principalmente do vocalista Joacim Cans, lidam com assuntos que vão de guerreiros com suas espadas até viagens entre dimensões, homenagens ao Heavy Metal e a inconsolável perda de pessoas amadas.

Em Janeiro de 1997, o selo alemão Nuclear Blast se aproximou mais da Vic Records e, conseqüentemente do HammerFall, mostrando grande interesse no produto. O encontro resultou num lançamento licenciado de seu CD de estréia e um álbum de 4 faixas logo em seguida.

Ao longo dos anos, a banda teve algumas mudanças em sua formação, consistindo no ano de 1998 em: Joacim Cans - Vocais, Oscar Dronjak - Guitarra, Stefan Elmgren - Guitarra, Patrik Räfling - bateria. O baixista que toca no CD, Fredrik Larsson, deixou a banda, sendo substituído por Magnus Rosén, que já trabalhou com Mark Boals, Jörg Fisher e Anders Johansson. Há também, um sexto membro, Jesper Strömblad (do In Flames). Embora não mais um membro ativo da banda, Jesper participa no processo de escrita de músicas junto com Oscar e Joacim, na intenção de preservar a fórmula especial característica e singular da banda.

As pessoas tendem a caracterizar a música da banda como Heavy Metal clássico e nada poderia ser mais perto da verdade. Entre as influências que se orgulham de listar: Manowar, Helloween, Accept, Judas Priest, e Stormwitch. Também levam em consideração fontes de inspiração como Dio, Riot, Running Wild, Warlord e, claro, Iron Maiden.

Em 1998, o quinteto lança "Legacy Of Kings", um cd de Power Metal para ninguém botar defeito. Entre as faixas de destaque, podemos citar "Legacy Of Kings", "Let The Hammer Fall", "Heeding The Call", "Stronger Than All", "At The End Of The Rainbow" e a balada "Remember Yesterday".

Um ano depois, HammerFall faz uma participação a um tributo ao Helloween tocando a maravilhosa "I Want Out" que se tornou Single sendo lançado no mesmo ano.

Em 2000 lançam "Renegade", álbum muito bom, tendo como faixas de destaque a faixa título "Renegade", "The Way Of The Warrior" e "Templars Of Steel", contendo solos com mais velocidade, mas não tanto peso como no álbum anterior, mesmo assim, o vocal de Joacim Cans continua impecável. O disco foi sucesso de vendas em toda a Europa e na América do Sul, provando a força do estilo musical "recriado" pela banda nesses lugares do globo terrestre.

Dois anos após "Renegade", a banda lança seu mais novo petardo "Crimson Thunder". Em "Crimson Thunder" há faixas que já nasceram clássicas do HammerFall, como: "Hearts of Fire", "The Unforgiving Blade", "Trailblazers", "Angel OF Mercy" (cover do Chastain) e a linda balada "Dream Comes True".

No dia 6 de março de 2007, no site oficial do HammerFall, foi postado que o baixista Magnus Rosén estava deixando a banda, alegando que teria outros projetos como escrever musicas e ser criativo em outras bandas que permitam tal coisa.

Dia 10 de abril de 2007, foi anunciado o "novo" baixista da banda, seu nome é Fredrik Larsson, antigo integrante com o qual a banda lançou o álbum Glory to the Brave (1997). Retornando à banda depois de 10 anos.

A banda viera a lançar outros álbuns desde então:
O álbum No Sacrifice, No Victory lançado em 20 de fevereiro de 2009 foi o primeiro com o guitarrista Pontus Norgren. Destaque para faixas como: "Any Means Necessary", "Legion", "Hallowed Be My Name", "No Sacrifice, No Victory" e "Life Is Now"
No dia 20 de maio de 2011 a banda lançou o álbum Infected abandonando temporariamente seu mascote Hector a temática medieval para entrar em assuntos obscuros sobre a sociedade atual. No dia 28 de julho de 2012, a banda gravou um CD e DVD no anfiteatro sueco de Dalhalla em comemoração dos 15 anos do Glory of the Brave.
A banda ainda viera a lançar o (r)Evolution em 2014, um retorno às raízes e Built to Last em 2016.


Formação atual

* Joacim Cans - Vocais
* Oscar Dronjak - Guitarra, backing vocals
* Stefan Elmgren - Guitarra, backing vocals
* Anders Johansson - Bateria
* Fredrik Larsson - Baixo, backing vocals (1994-1997,retornando em 2007)