CARLA BRUNI

CARLA BRUNI

Carla Bruni Tedeschi (Turim - Itália, 23 de dezembro de 1968) é uma cantora e compositora italiana. Tornou-se recentemente a primeira-dama da França, ao casar-se com Nicolas Sarkozy.

Depois de uma carreira bem sucedida como modelo entre 1987 e 1998, trocou as passarelas pela música, com três discos lançados atualmente: "Quelqu'un m'a dit" (2002, cantado em francês), "No promises" (2006, em inglês) e "Comme Si de Rien N'Etait" (2008, numa tradução rápida, "Como Se Nada Tivesse Acontecido", uma clara ironia em relação à comoção internacional que seu casamento gerou).

Oriunda de uma família ligada à CEAT (fábrica italiana de pneus) e à ENI (petrolífera italiana, outrora estatal), Bruni foi com os pais e os irmãos para um exílio na França em 1973, fugindo das Brigadas Vermelhas, organização terrorista de cunho marxista que tem o objetivo de instaurar o regime socialista na Itália. Cresceu em Paris, tendo cursado parte de seu período escolar na Suíça e, de volta à França, estudado na Sorbonne.

Em 1988, abandonou de vez os estudos para se dedicar à carreira de modelo; considerada uma das mais belas modelos de sua época, Carla Bruni foi contemporânea de Claudia Schiffer, Naomi Campbell, Christy Turlington e Kate Moss no mundo da moda - a primeira geração de top models internacionalmente famosa. Seu nome foi ligado a relacionamentos com Mick Jagger, Eric Clapton e Donald Trump, dentre outros.

Dez anos depois, deixou as passarelas; em 2001 teve seu primeiro filho e, um ano depois, lançou o primeiro disco, onde a chanson era a principal influência; elogiado pela crítica, vendeu mais de 200 mil cópias na França e foi número 1 em vendas na Amazon do país. Em janeiro de 2007, seguiu-se "No promises", cujas letras de própria autoria deram lugar a poemas de William Butler Yeats e Emily Dickinson, dentre outros.

www.carlabruni.com