10,000 MANIACS

10,000 MANIACS

Quando a vocalista Natalie Merchant deixou o 10,000 Maniacs, em 1993, a banda entrou em um período de crise que quase resultou em sua dissolução. Afinal, substituir a cantora era uma tarefa extremamente difícil, pois ela era o centro das atenções da banda.

Apesar das dificuldades, o grupo decidiu seguir em frente, recebendo a adesão da vocalista Mary Ramsey, que já participara de vários trabalhos do 10,000 Maniacs tocando violino e viola (trata-se de um instrumento similar ao violino, com dimensões maiores). Sua estréia aconteceu no álbum Love Among The Ruins, lançado em 1997, que mostrou a banda em ótima forma, mantendo o mesmo estilo dos trabalhos anteriores e apresentando o sucesso "More Than This", nova versão para um clássico do grupo Roxy Music.

The Earth Pressed Flat, o mais recente CD do grupo, traz a mesma formação do trabalho anterior: Mary Ramsey, Steven Gustafson (baixo), John Lombardo (guitarra e violão), Robert Buck (guitarra e efeitos), Jerome Augustyniak (bateria, percussão e vocal) e Dennis Drew (piano, órgão e sintetizadores).

Musicalmente, a banda manteve a mesma qualidade e sonoridade básica, mas com algumas surpresas. É possível notar que o violino e a viola de Mary marcam uma presença bem maior neste trabalho, acentuando o caráter folk das composições, concedendo um certo ar de saudosismo que retrata com fidelidade a ilustração da capa do CD. Outro detalhe é que a banda arriscou mais no instrumental, criando momentos mais complexos em relação ao disco anterior, mantendo o mesmo pique durante os 53 minutos, contando com nada menos que 14 músicas.

10,000 Maniacs
A faixa de abertura, "The Earth Pressed Flat", pode ser considerada uma canção típica da banda, um pop dinâmico e simples com uma levada contagiante e bons riffs de guitarra. Vale ainda ouvir a breve e interessante citação de "Garota de Ipanema". Investindo na mesma linha sonora, é possível encontrar momentos espontâneos e cheios de energia como "Cabaret", "In The Quiet Morning" e "Hidden In My Heart".

As baladas tem uma presença marcante no CD. "Ellen" mostra uma tendência acústica, nítida influência folk e uma melodia muito sensível e bela, entremeada por solos de viola. "Glow", por sua vez, apresenta ótima interpretação de Mary e boas passagens de piano de Dennis Drew. Em "Time Turns", a percussão marcial e serena serve como ponto de partida para uma canção climática, envolvida pela presença sutil dos teclados e da guitarra. Outro momento marcante é a suave "Who Knows Where The Time Goes?", composta por Sandy Denny, ex-vocalista do grupo folk Fairport Convention.

Uma composição que foge ao estilo habitual da banda é "Somebody's Heaven", que traz uma profusão de guitarras com uma boa dose de distorção e delay, que criam uma base sobre a qual se desenvolve a música, com referências ao psicodelismo.

Algumas músicas têm tudo para ganhar as paradas de sucesso. É o caso de "Beyond The Blue", que já pode ser considerada um clássico da banda, trazendo uma ótima levada de guitarra e intervenções vocais precisas de Mary, sem mencionar a parte final, que é muito interessante e inusitada. Em "Smallest Step", a percussão fornece um forte impulso para a canção, servindo como suporte para linhas vigorosas de viola. Outro destaque fica para "On & On (Mersey Song)", que segundo o próprio título, faz uma referência clara ao merseybeat, ou seja, o estilo adotado pelos Beatles no início da carreira.

The Earth Pressed Flat é sem dúvida um trabalho importante dentro da carreira do 10,000 Maniacs, mostrando um grupo em constante evolução, sem perder suas características básicas e o principal ingrediente de sua música: a originalidade. A banda continua fundamental no cenário atual da música pop.